Qual o melhor curso preparatório para OAB?

Comentários (0)

O melhor

Todos nós desejamos “o melhor”. Qualquer que seja o produto ou serviço. O melhor sushi, a melhor cerveja, a melhor marca de tênis, o melhor médico especialista, a melhor instaladora de split, enfim, trabalhamos para isso, para conquistar “o melhor”. Provavelmente, “o melhor” seja uma indicação subjetiva, de quem já teve experiência anterior.

Assim, avaliações como estas terão maior credibilidade quanto maior for a experiência de quem indica. Diferente, portanto, será “o melhor” de quem foi num ou noutro restaurante japonês na vida e daquele que já conheceu uma dezena de restaurantes que oferecem sushi. Também será diferente se a opinião parte de um especialista no assunto: terá maior credibilidade de indicar “o melhor”.

No Exame da OAB, já tive a oportunidade de indicar o melhor vade mecum a partir de parâmetros que são públicos e que julgo importante. Também apresentei um comparativo das principais marcas, avaliando itens que mais satisfazem seus leitores [clique aqui].

Estou “no mercado” de OAB desde 2005 a partir da experiência de ser professor e coordenador de curso preparatório. Depois, em 2008, entrei no mercado editorial e começamos também a desenvolver este blog no mesmo ano. Hoje já são mais de 50 títulos publicados entre OAB e concursos públicos.

Como coordenador, que também assumi esta função em outras três oportunidades, tinha a missão de avaliar o mercado e a concorrência. E para tanto, comprava-se as aulas dos cursos concorrentes (estratégia comum entre todos) para espiar como funcionava o sistema e a didática. Praticamente, uma dezena de cursos eu conheço bem e sempre mantive proximidade até para indicar aos alunos quando estive ausente deste universo quando fui terminar o meu mestrado.

Assim, recordo que já indiquei (cursos que não tive qualquer função) o Agora Eu Passo – AEP (1ª fase e 2ª fase), CERS (1ª fase, resolução de questões), Damásio (satélite, 2ªfase), LFG (satélite, 2ª fase), CEISC (2ª fase), FEMARGS (presencial, 2ª fase) e IDC (presencial, 1ª fase).

Em razão também das obras da OAB, precisei pesquisar nos preparatórios autores para compor a minha coleção Passe na OAB, portanto, avaliei o corpo docente e a didática para fechar as autorias.

Tenho uma lista que é atualizada semestralmente com preparatórios de todo o país que oferecem Exame de Ordem (EAD, presencial, satélite e outros formatos, como PDF e coaching). É verdade que muitos fecharam devido à crise e a saturação de mercado, mas também há novas tentativas de se estabelecer, principalmente, de cursos que antes só ofereciam opções para concursos públicos.

Pois bem, para responder a todos que me perguntam a cada Exame de Ordem, “professor, qual o melhor curso de OAB” ou “melhor indicação”, preparei este post de forma objetiva com uma avaliação dos cursos mais relevantes que considero a partir de uma comparação com o que acredito que seja a revolução do EAD. Porque? Assisti e participei de 2 revoluções no ensino à distância. Primeiro, foram os cursos tele-presenciais através da transmissão por satélite (LFG e Damásio). Segundo, os cursos online pela internet (CERS).

Agora a 3ª revolução, cursos online “analíticos”. O que é isso? Como você sabe ou está acostumado, compra o curso e dá o PLAY, assim, bem simples, e assiste as vídeoaulas. Este modo é igual para todo mundo, não é? De forma pioneira, a plataforma Saraiva Aprova altera esta lógica e entrega uma preparação identificada com as habilidades de cada um dos seus alunos, de modo PERSONALIZADO. Como é possível? Através da uma análise prévia que exige que seu aluno seja avaliado para “receber” uma “trilha de estudos” adequada ao seu perfil. Por isso é um curso online analítico. Certamente, a concorrência seguirá este modelo.

Diante de tudo isso, resolvi avaliar os cursos que tiveram participação nas revoluções no EAD, mas não irei nominá-los para não influenciar na sua resposta que já pode estar definida antes mesmo ler este comparativo. Por fim, não irei avaliar o corpo docente, em razão de ser o item mais subjetivo de todos eles, e entre os cursos online, como todos são muito parecidos , a diferença acaba sendo os nomes dos professores (a relevância também é distinta no número de horas-aula, de assistir a determinado “x” de vezes e o preço).

  CURSO ‘A’
CURSO ‘B’
CURSO ‘C’
CURSO ‘D’
Opção de Curso Único Extensivo Online Extensivo OAB Teórico Online
Carga horária 210 horas 142 horas 356h30 212 horas
Cada aula tem

(Aprox.)

20 min. 30 min. 30 min. 30 min.
Acesso após matricula 180 dias

(6 Meses)

Até 08/06/2017 150 dias

(5 meses)

120 dias

(4 meses)

Limite de acesso ILIMITADO Até 3x

Cada aula

ILIMITADO Até 2x

Cada aula

Inclui livro

Na matricula

SIM NÃO NÃO NÃO
Inclui simulado

Na matricula

02

Simulados

01

Simulado

Não há 03

Simulados

Inclui material

Na matricula

SIM SIM Não informa Não informa
Informa diferenciais SIM SIM NÃO SIM
Orientação na escolha da 2ª fase SIM SIM Não há SIM
Coaching para OAB SIM Não há Não há Não há
Centro de Solução de Dúvidas SIM SIM Não informa Não informa
Banco de questões SIM Não informa Não informa Não informa
Preparação personalizada SIM NÃO NÃO NÃO
Investimento R$ 990,00 R$ 1.593,62 R$ 1.307,99  R$ 1.190,00
Parcelamento SEM JUROS Até 10x Até 9x Até 6x Até 3x

Todas as informações foram retiradas dos seus respectivos sites institucionais onde consta a descrição do próprio curso. Importa destacar que os valores de investimento sofrem mudanças em razão de promoções específicas, portanto, pode ser que o aluno tenha comprado por menor valor apontado na tabela. Ainda, o curso ‘B’ destaca que tem “workshop de como se preparar para OAB” e o curso ‘D’, “descomplicando o exame de ordem”, no entanto, não se autodenominam que sejam cursos com formação coaching.

Pois bem, o que lhe parece? Não tenho dúvidas que o preparatório que oferece MAIS vantagens – e todas significativas – além do melhor custo-benefício foi o Curso ‘A’, não é?

Então vamos revelar o MELHOR PREPARATÓRIO PARA OAB: a plataforma SARAIVA APROVA. Quer saber mais? Clique aqui e bons estudos!

Exame da OAB: contagem regressiva 40 dias!

Comentários (0)

Eu já passei

Faltam 40 dias para prova da 1ª fase da OAB. E ainda temos um CARNAVAL no meio do caminho para tirar a atenção de quem precisa se esforçar para ser aprovado.

Se você ainda não abriu a carteira para investir certo e otimizar seu tempo de estudos, não posso me esquivar de indicar a obra pioneira que trouxe TEORIA UNIFICADA (todas as disciplinas) + QUESTÕES COMENTADAS num único volume. Tão completa que outro adjetivo não poderia dar: COMPLETAÇO! Clique na imagem e saiba mais.

completaço

Se você já tem um material didático que entenda suficiente ou outro livro de teoria/doutrina, tem a opção de um livro de Questões Comentadas, super atualizado e com o maior número de questões reunidas num único volume. Clique na imagem e saiba mais.

5251 Questões Comentadas

Outra dica é o nosso E-BOOK OAB 2017, com um simulado, gabarito justificado mais dicas de coaching para você TOTALMENTE grátis! Clique na imagem e saiba mais como fazer o download.

Simulado OAB Saraiva Aprova

Portanto, você já deve ter sacado: em 40 dias só estudando por TEORIA especializada e resolvendo toneladas de QUESTÕES para salvar a aprovação. Exato, não há outra fórmula. O principal é isso, mas que deve ser aprimorado. Como? Com Planejamento ou um Roteiro de Estudos Campeão! Nós montamos um para você que é o “seu número”! Clique aqui e saiba mais.

Se ainda estiver insatisfeito, aprimoramos sua preparação através da indicação das matérias que devem ser priorizadas. Saiba mais, clicando aqui.

Por fim, busca complementar sua preparação ou acreditar nela com uma plataforma de estudos inédita no mercado e com toda a tradição da Editora Saraiva? Então a Saraiva Aprova é o seu “ticket” para aprovação! O único com “selo de qualidade” aprovatórioa revolução do ensino começa aqui. Um curso online que se adaptada às necessidades de cada um aluno é o único no país. Ele direciona através de “trilhas” toda a preparação adequada, otimizando tempo e indicando o que deve ser reforçado nos estudos. Desconheço outro que ofereça a mesma dimensão.

Quer saber mais, clique aqui e conheça uma análise completa do Saraiva Aprova e ainda com 50% de desconto de lançamento! Por tempo limitado.

50 por cento

Vazam fotos dos livros mais completos para 2ª fase da OAB!

Comentários (0)

emoticon-surpreso

BOMBA! Vazam fotos dos livros mais completos para 2ª fase da OAB!!

Lançamento 2017 da Editora Saraiva, é a coleção MAIS atualizada e MAIS completa do mercado editorial para 2ª fase da OAB. Além disso, tem o MELHOR custo-benefício, compare!

A partir da primeira semana de MARÇO em todas as livrarias, todos os setes volumes, cada um representando uma opção para 2ª fase. O que eles trazem de tão especial? Seguem a mesma missão do livro Completaço 1ª fase OAB: entregar TUDO o que leitor precisa para ser aprovado, basicamente, através de TEORIA UNIFICADA + QUESTÕES COMENTADAS.

Assim, com as capas, fica fácil revelar:

  • TEORIA E MODELOS DE PEÇAS
  • QUESTÕES DISCURSIVAS COMENTADAS
  • PEÇAS PROFISSIONAIS COMENTADAS
  • ROTEIROS PASSO-A-PASSO
  • SÚMULAS DE TRIBUNAIS SUPERIORES SELECIONADAS
  • ATUALIZADOS COM NCPC

Também descobrimos o preço! Os volumes Empresarial, Penal e Trabalho, em razão do maior número de páginas, têm o investimento de R$ 86,00. É o valor de capa, ou seja, certamente, você encontrará por menos. Os demais volumes, Civil, Tributário, Administrativo e Constitucional, R$ 76,00. Também valor de capa.

Destaco também os nomes dos autores. Todos são professores reconhecidos nacionalmente por suas trajetórias em sala de aula dos mais diversos preparatórios do Brasil (a lista é grande, basta consultar cada perfil nas redes sociais), além de já terem experiência em publicações, o que facilita muito a didática.

2017-02-15-PHOTO-00000493 2017-02-15-PHOTO-00000494 2017-02-15-PHOTO-00000495 2017-02-15-PHOTO-00000496 2017-02-15-PHOTO-00000499 2017-02-15-PHOTO-00000498 2017-02-15-PHOTO-00000500 2017-02-15-PHOTO-00000504 2017-02-15-PHOTO-00000509

Ranking OAB: matérias mais fáceis e difíceis

Comentários (0)

statistics-2

Muita gente tem curiosidade para saber como é o desempenho na OAB dos colegas, amigos, enfim, do pessoal que está na mesma luta de ser aprovado. Dúvidas como estas surgem a todo momento:

- Será que só eu vou mal em empresarial?

- Ambiental é tão difícil assim?

- Não é possível que o pessoal esteja indo bem com as provas de Penal…

Enfim, perguntas que giram neste contexto são comuns. De fato, questionar como está o próprio desempenho tem o objetivo de buscar um parâmetro, mesmo que o Exame da OAB não viva de concorrência entre seus participantes. Assim, ninguém irá roubar a vaga de você a não ser que perca para você mesmo para o próximo exame.

Portanto, a questão gira em TEMPO. Serei aprovado agora ou no próximo exame?

A FGV publicou no ano passado alguns dados interessantes sobre a prova da OAB, entre eles, um ranking de aproveitamento das disciplinas objeto da 1ª FASE. É possível com estes dados ter uma ideia ou fazer uma leitura da seguinte forma: quais as disciplinas mais fáceis e difíceis do Exame de Ordem. Claro, se o ranking é de aproveitamento MÉDIO, a conclusão poderia ser esta:

As disciplinas com maior índice de acertos devem ser as mais fáceis; com menor índice, as mais difíceis.

Disciplinas

Este gráfico é bastante revelador e vou dar alguns exemplos. Primeiro, que CDC e ECA estão no pódio das disciplinas com maior número de acertos. E ainda assim, muitos professores pedem para que seus alunos deixem de lado as disciplinas com MENOR incidência de questões. A razão do trio no PÓDIO, incluindo Ética, é que são disciplinas que estão fundamentadas em, praticamente, um único diploma legal, facilitando não só a pesquisa, como a matéria cobrada é limitada aos mesmos assuntos.

Por esta razão, buscamos explicar sua preparação em: Exame da OAB: quais matérias devo priorizar?

Outro exemplo. AMBIENTAL. Não é uma disciplina tradicional nem levada muito a sério inclusive na faculdade, até então, tinha regime optativo na grade de horários. Mas está na frente de PENAL, TRABALHO e TRIBUTÁRIO, ou seja, o pessoal acerta mais em ambiental do que estas.

EMPRESARIAL como último lugar é também compreensível pelo histórico na faculdade: as pessoas detestam a disciplina. Os motivos são muitos. INTERNACIONAL, que amarga o penúltimo lugar, é fácil explicar: tem muitas convenções e diplomas para serem estudados para apenas 2 questões na prova. Ademais, é uma prova bem difícil com casos hipotéticos de dura interpretação.

Este mapeamento deveria ser levado em conta nos cursos preparatórios. A amostragem da FGV é pública, mas por razões desconhecidas [até sabemos quais são, mas não vou me indispor com eles], os “cursinhos” não se importam com ela. Preferem manter a “mesmice” do que estão pregando há anos, mas os resultados nós sabemos: 80% de reprovação histórica.

Mas conheço um preparatório que se utiliza de todos os gráficos e dados informados pela FGV bem como outras bases para ajustar o seu conteúdo e atender ao seu aluno. A plataforma Saraiva Aprova vem trabalhando com todas estas informações para ajustar e otimizar aos seus alunos trilhas personalizadas, onde cada um recebe um “mapa” de acordo com suas habilidades e o grau de dificuldade das matérias elencadas. A comparação abaixo fica fácil saber o que é RAIZ ou NUTELA. Saiba mais, clicando aqui ou na imagem.

Raiz-Nutella

Por fim, você pode ter toda esta experiência do RANKING das disciplinas baixando nosso E-BOOK OAB 2017 gratuitamente, com um SIMULADO + DICAS DE COACHING + GABARITO JUSTIFICADO. Clique aqui.

FGV: um dia para esquecer!

Comentários (2)

cagada

O dia 14 de fevereiro de 2017 é um dia para a FGV esquecer nos seus anos como organizadora do Exame da OAB. Era para ser um dia de alegria para uns, de tristeza para outros com a divulgação do resultado preliminar da 2ª fase do XXIº Exame. No entanto, foi um dia de muita apreensão, irritação, desespero para TODOS os examinandos que aguardavam o resultado.

Por outro lado, é um dia para o Conselho Federal da OAB lembrar que a FGV tem sido uma banca (des)organizadora, que tem dado muita dor de cabeça já algum tempo. No ano passado, veiculamos que nos bastidores corria solta a notícia que a CESPE poderia retomar a organização do exame [leia mais, clicando aqui]. Já em 2015, às vésperas da eleição do Conselho Federal, a situação não era tranquila para FGV [leia mais, clique aqui].

Resumindo, às 17 horas foi publicada a lista de aprovados no site do Conselho Federal. Logo, se criou o CAOS. Entre as tradicionais manifestações de alegria com a aprovação nas redes sociais, surgiram entre quem reprovou a desconfiança que a correção estava ERRADA. Os padrões de correção não batiam com aqueles já divulgados. Então, percebeu-se que a FGV não só tinha usado parâmetros de provas anteriores para avaliar os quesitos, como também usado espelhos de correção de disciplinas diferentes, como usar um padrão de empresarial para corrigir a prova de administrativo.

Este descompasso foi o estopim para criar PÂNICO entre todos os examinandos, inclusive, quem tinha sido aprovado, porque poderia perder a nota e se tornar reprovado. A FGV logo lançou um COMUNICADO avisando que iria retirar os links de consulta individual para examinar o problema. Tratou, simplesmente, o CAOS como “inconsistências”.

Mais tarde, um novo COMUNICADO, liberando às 21 horas os links para consulta, informando que estava regularizada a situação. O problema? Uma “falha de atualização no banco de dados”, mas que as provas já tinham sido corrigidas devidamente aos padrões oficiais. Ou seja, o STATUS de aprovado ou reprovado seriam mantidos, apenas corrigiram o que apareceria para o examinando como correção.

Em outras palavras: o conteúdo era o mesmo das 17 horas, apenas mudaram a EMBALAGEM.

Bem, já conversei com muitos e observei a situação de outros. Há reclamações generalizadas de que diversas provas não foram corrigidas, apesar de constar lá a resposta de acordo com os padrões oficiais. Estes casos, infelizmente, não tem nada a ver com o problema anterior, mas com outro problema que se repete a cada exame: a falha da correção da 2ª fase.

Não por outra razão, que diversos examinandos conseguem ser aprovados com uma revisão na sua prova recorrendo dentro do prazo. E caso persista o erro, recorrem à Ouvidoria. Mas ALERTO: para recorrer à OUVIDORIA, precisa antes esgotar o recurso junto à FGV e aguardar a resposta. Antes disso, não será aceito o recurso. Se for o caso de Ouvidoria, leia mais como fazer, clicando aqui.

Para finalizar, a FGV errou FEIO! Mais um para sua conta. A pergunta é: ATÉ QUANDO? Será que não está na hora de mudarmos de banca? Sei que não há banca infalível, mas porque não dar chance para outras, como FCC ou retornar com CESPE? Enfim, tenho conversado com amigos conselheiros da OAB sobre os incontáveis erros e acredito que precisam refletir a respeito.

PS. ao que parece, sobre a lista preliminar de aprovados, a vitória foi grande, parabéns a vocês!

PS2. quem não foi aprovado, RECORRA, porque ainda não terminou a guerra para vocês!

Exame da OAB: quais matérias devo priorizar?

Comentários (3)

Materias OAB

Aviso de antemão que a resposta desta pergunta não tem unanimidade entre os professores, aliás, é controvertida. Já li de professores de cursos “famosos” que a solução está em investir nas disciplinas com maior incidência de questões da prova. Parece a resposta mais “óbvia” e acredito que seja mesmo.

Já escrevi a respeito em outro texto:  Exame da OAB: deve-se priorizar matérias com maior peso?

No entanto, a obviedade não serve para nós, porque se servisse, os índices de REPROVAÇÃO na OAB não seriam cerca de 80% históricos. Ademais, lembro que estes “cursos famosos” são cursos populares, portanto, imagino que seus alunos ouvem seus professores, mas os resultados continuam os mesmos: péssimos!

O meu método, como você já deve saber, é o da preparação adequada, ou seja, observa fielmente as características de cada indivíduo. Portanto, responder de forma generalizada não servirá como solução. Veja a divisão das disciplinas por número de questões:

Questões por matéria

Veja que já li o A-B-S-U-R-D-O que estudar apenas as 5 disciplinas com mais questões resolve a aprovação. E o resto? Não precisaria estudar. Imagine que você observou esta “dica”. E que no dia da prova a banca pegou pesado justo nestas disciplinas. Resultado? Reprovação e arrependimento!

O que os professores que priorizam as disciplinas com maior número de questões não levam em conta é que você fez o TCC em tributário ou que fez estágio no PROCON ou que é masoquista e ama direito empresarial. As disciplinas dos grupos com 10, 7 e 6 questões dominam a prova com 48 questões de 80 possíveis.

Apesar da prova da OAB exigir uma ESTRATÉGIA, não posso ignorar que existam matérias que apesar de ter 2 questões elas podem garantir a aprovação. A FGV já divulgou o RANKING de aproveitamento por disciplinas na 1ª fase. Sabe quem está no PÓDIO? Ética, CDC e ECA. A razão? São matérias que exigem praticamente um único diploma legal (Ética pede ainda o Código de Ética) e os temas são cobrados por tendências, ou seja, se repetem!

Assim, um pouquinho de esforço, CDC e ECA podem ser gabaritados! Isso é “a” ESTRATÉGIA. Inclusive a novata Filosofia do Direito pode lhe render frutos, porque de 2 questões, 1 será de autores repetidos em outras provas.

Nem mesmo disciplinas como Ambiental e Direito Internacional podem ser ignoradas porque seu conteúdo é recheado de citações legais das mais diversas. São matérias que repetem alguns temas, p.ex., a parte constitucional de Ambiental sempre cai e são menos de meia dúzia de artigos. Já Internacional, tem a LINDB e a própria CF que podem ser decisivos com aquela questão que muitos ficam entre aprovação e reprovação.

Por outro lado, Civil com suas 7 questões é bastante imprevisível em relação aos seus mais de 2 mil artigos do Código Civil! Cada divisão de conteúdo está mais para uma disciplina autônoma do que muitas por aí e, praticamente, cai apenas 1 questão em cada uma delas…p.ex., 1 questão de direito de família e olha o tamanho da disciplina!

Então, entendeu o recado? Somente uma autoanálise através da resolução de provas você saberá o que priorizar. Assim, invista mais naquelas que lhe deram um diagnóstico negativo. Mas professor, eu não tenho tempo… Bem, invista mais naquelas que lhe deram um diagnóstico negativo, priorizando as disciplinas com maior número de questões na prova.

Há outro modo mais fácil de OTIMIZAR tempo e PRIORIZAR o que realmente precisa ser feito. A plataforma Saraiva Aprova permite criar trilhas de acordo com o perfil do seu aluno. Se ele precisa mais de PENAL, o sistema irá indicar mais aulas desta disciplina, material para ser estudado (já incluso) bem como acesso ao coaching necessário para vencer a dificuldade. Nunca viu isso, não é? Pois é, revolução da preparação chegou e você não pode ficar longe disso. Saiba mais clicando na imagem abaixo e bons estudos!

click

Cronograma de estudos para Exame da OAB

Comentários (3)

Roteiro

Publicado o edital da OAB, muita gente me pergunta de como organizar seus estudos até o dia da prova, geralmente, um prazo que se dá de 60 dias. Este prazo já foi menor, porque era exigência que ele fosse de no mínimo de 30 dias. Assim, que esperasse a publicação do edital para estudar tinha uma missão quase impossível de ser aprovado.

Os tempos são outros, e 60 dias de estudos ORGANIZADOS podem ser suficientes.

Tenho examinado, muitas vezes, à solicitação dos leitores os cronogramas ou roteiros ou planilha de estudos que se oferecem por aí pela internet. Planejamento é outra expressão se utilizada para preparar uma AGENDA com a distribuição de conteúdo e horários.

Pois bem, não é de hoje que vou CRITICAR de forma negativa tais planilhas. Saiba mais em: Exame da OAB: planejamento de estudos, você tem? Mas porque professor? Porque elas falham nestes pontos: generalidade, não observam as particularidades de cada um e não são tão facilmente adaptáveis.

Um bom plano de estudos para OAB deve ser individualizado. Então como oferecer um que se adapte ao momento e que observe as qualidades e defeitos (com o conteúdo) do estudante? Estou mergulhado neste “negócio” de Exame de Ordem desde 2005 e de lá para cá já testei, falhei e acertei até chegar a um ROTEIRO seguro e que vem trazendo resultados EXCEPCIONAIS.

Ainda não tem um “nome oficial”, mas tenho chamado ele de RD2 em homenagem ao robô mais simpático do cinema, de Star Wars.

rd2

O que significaria para nós RD2? Roteiro de 2 Disciplinas por dia. E funciona deste modo:

1º – Se você ainda não sabe das 17 disciplinas quais são FORTES, MÉDIAS ou FRACAS para você, então resolva a última prova ou as duas últimas provas e veja o RESULTADO.

2º – Com o diagnóstico na mão, vamos investir nos 7 dias da semana duas disciplinas por dia (sim, vamos estudar SÁBADOS E DOMINGOS). Ou seja, a divisão não será aleatória. Porque? Vamos distribuir em cada dia na forma de não colocar duas disciplinas fracas no mesmo dia. Assim, teremos as seguintes combinações: FORTE-FRACA; FORTE-MÉDIA; FORTE-FORTE; MÉDIA-MÉDIA; MÉDIA-FRACA.

Além disso, ECA, CDC E ÉTICA serão estudadas na última semana, portanto, elas ficarão de fora do roteiro até chegar a última semana antes da prova. Caso mais da metade seja FRACA, inevitavelmente, teremos 2 fracas no mesmo dia. Neste caso, escolha um dia que você terá MAIS TEMPO para estudar. Caso não consiga estudar uma grade de horários com aulas no final de semana, distribua as disciplinas em outros dias da semana para fecharmos a agenda com 14 disciplinas semanais.

3º – Estudar DISCIPLINAS AFINS no mesmo dia pode ser mais interessante para você, p.ex., estudar todas as segundas-feiras civil e processo civil.. Mas elas precisam ser conforme as combinações acima.

4º – A divisão do horário dentro do dia deverá observar a combinação. Se no mesmo dia tem disciplina FORTE e MÉDIA, p.ex., qual delas você deverá investir mais? Na MÉDIA, por óbvio. Estudar apenas o que eu gosto ou vou melhor não ajudará em nada suas pretensões. Quantas horas preciso estudar por dia? Tenha certeza, que não precisa ser 8 horas. Quantidade não é qualidade. Se conseguir fechar um TURNO (cerca de 3 a 4 horas) por dia, ÓTIMO! Não estou contando o tempo do seu preparatório e mesmo se você estiver com esta opção, mantenha um TEMPO SÓ PARA VOCÊ, mesmo que seja necessário procurar em vídeos a compreensão do conteúdo e não apenas na leitura.

Se você tem mais tempo de um turno de 4 horas, estude o que se sentir confortável (6 horas podem ser úteis, mais do que isso, tenho minhas dúvidas). Estudos indicam que os intervalos são indispensáveis para manter a atenção e recuperar o fôlego. Mas coloque na sua planilha a previsão destes intervalos e o período deles [exatamente como é ou era na faculdade].

5º – A resolução de questões pode ser tanto fora deste TURNO como dentro. Se for fora, melhor, pois aumentamos a carga horária.  Caso seja dentro, sugiro que as questões sejam da matéria objeto dos estudos do dia. Sem esquecer que durante a preparação a resolução de questões deve ter seus “momentos” simulado, ou seja, você deverá fazer provas completas sobre o conteúdo.

6º – A última semana você irá ter um ROTEIRO ESPECIAL que consiste “matar” CDC, ECA e ÉTICA, além de resolver simulados e o maior número de questões possíveis, bem como tratar de possíveis pendências das semanas antecedentes. Estas 3 disciplinas, segundo a FGV, têm a maior média de acertos na prova da OAB e cada uma tem, praticamente, um estatuto somente para estudar. Deixe 3 dias para elas (qua-qui-sex). Os demais dias distribua as tarefas (resolver questões, simulados e pendências), inclusive na véspera da prova (sábado).

Este planejamento é customizado pelas seguintes razões:

  • atende ao tempo que você dispõe para estudar (se você trabalha, faz estágio ou mesmo tem tempo livre diário além da faculdade);
  • atende a resolver suas dificuldades com uma autoanálise e planejar maior tempo para as disciplinas que você não domina a ponto de garantir a metade da pontuação;
  • atende a manter atualizada a preparação, porque TODAS as semanas você terá 14 disciplinas sendo conferidas, ao contrário dos cronogramas que preveem apenas 1 disciplina por dia;
  • atende ao planejamento estratégico necessário, porque estudar para exame da OAB é estratégia, sem dúvida alguma!

No entanto, NENHUM roteiro de estudos é completo sem ter um MATERIAL CONFIÁVEL. Assim, indico a obra Completaço – 1ª fase OAB: teoria unificada e questões comentadas. Já está na sua 2ª edição (foi lançada no 2º semestre de 2016), atualizada com NCPC e NCED. A obra é publicada pela Editora Saraiva e é uma das mais vendidas no país. Confira mais, clicando na imagem abaixo. Está com 35% de desconto na livraria Saraiva.

completaço

Como escolher a área para 2ª fase da OAB?

Comentários (0)

duvida-2-OAB

Em época de inscrição para o Exame da OAB surge a primeira grande dúvida do examinando: qual disciplina vou optar para 2ª fase? Creio que nunca vou escrever tudo o que me pedem sobre este momento, pois a contar de todos os textos já publicados e os pedidos dos leitores, só confirma que é uma decisão crucial, tipo escolha de Sofia.

E se torna mais dramática esta escolha quando ouvimos as experiências de outros que já fizeram a prova da OAB, porque para eles a decisão pode ter sido desastrosa e ninguém deseja passar pela mesma situação.

Muitos chegam a este assunto por outra pergunta: qual disciplina mais fácil na 2ª fase? Ou então, qual mais aprova? Respondendo a primeira, acredito que “fácil” nenhuma é, pois o que se esconde nela é qual tem menos conteúdo para estudar.

Pois bem, se você pretende sair convicto da escolha, selecionei alguns textos sobre o assunto, basta clicar nos títulos abaixo:

Também é corrente os alunos escolherem a disciplina que seu professor lhe indica. Bem, neste caso um conselho útil: aceite a sugestão, mas avalie se o professor que está indicando a disciplina é também titular da própria matéria. P.ex. sou professor de empresarial e indico… empresarial. Ora, eu tenho livros publicados sobre o assunto, ministro aulas num preparatório para 2ª fase, portanto, qual seriam os meus interesses em indicar esta disciplina? Todos! Diferentemente, se eu indicar constitucional, p.ex. Aqui a sinceridade é muito mais “sincera”.

E lembre: se uma disciplina levou a aprovação seu colega ou amigo, não significa que ela também servirá para você.

Portanto, por onde começar a escolha? É o que trata nos títulos acima. Confere a leitura até se convencer e caso ainda tenha dúvidas, pode deixar o seu comentário aqui neste ‘post’ a respeito que eu irei atender, ok?

Sobre as disciplinas que mais aprovam: posso ponderar minha escolha a respeito? Creio que sim, mas não pode ser uma escolha preponderante a partir das estatísticas. Por isso, repito o gráfico abaixo.

33

Agenda OAB

XXII Exame de Ordem Unificado

  • 31.01.2017

    Publicação do edital

  • 31.01.2017
    a
    10.02.2017

    Período de inscrições

  • 02.04.2017

    Prova Objetiva 1ª Fase

  • 17.04.2017

    Resultado preliminar 1ª Fase

  • 17.04.2017
    a
    20.04.2017

    Prazo recursal 1ª Fase

  • 03.05.2017

    Gabarito definitivo 1ª Fase

  • 28.05.2017

    Prova Dissertativa 2ª Fase

  • 04.07.2017

    Resultado final 2ª Fase