A concorrência

Compartilhe:
Caminhando pelo centro de Porto Alegre me chamou a atenção uma moça loira nas pontas do pé mexendo numa placa de trânsito. Estava fazendo alguma coisa atrás desta placa. Mais próximo, constatei que ela arrancava duas propagandas grudadas de “casas de massagens”.

Num primeiro momento, pensei que alguém de boa civilidade estava limpando o que não deixa de ser patrimônio público. Porém, percebi que ela ao mesmo tempo deixava uma outra propaganda de “sexo pay-per-use” intacta na mesma. Com mil botões, na hora pensei! Ela estava arrancando o material de divulgação das concorrentes!!

Ou seja: a concorrência está em todos os níveis. Vejo diariamente nos jornais propagandas de página inteira de supermercados e quase todos ofertam a mesma coisa: COBRIMOS O VALOR DA CONCORRÊNCIA. Outra disputa fortíssima de mercado são os consultórios de dentistas. Em cada esquina tem uma equipe oferecendo algum tipo de “grátis” para fazer, aparelho, consulta, sei lá mais o quê com uma broca na mão e na outra um espelhinho e “agora pode cuspir”…

Antigamente, quando todo mundo tinha crédito, as empresas de empréstimo de dinheiro chegavam a atacar o mesmo transeunte ao mesmo tempo! Era um horror!! Ainda não vi tal concorrência entre os escritórios de advocacia, pelo menos, publicamente. Mas sei de algumas brigas ou “leilões” por grandes clientes por grandes escritórios. Até os grandes precisam usar armas, muitas vezes sujas, para conquistar o pão de cada dia…

O ano que vem é ano de eleição e tenham certeza que a concorrência será feroz para ganhar um votinho ali outro acolá e preparam-se para uma enxurrada de emails de políticos – agora liberado pela nova lei eleitoral – que só lembram do eleitor em ano de votação… Não dá para reclamar das casas de massagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *