Comentários do XXIV Exame da OAB

Compartilhe:

Hand holds blank cloud shaped speech bubble

As primeiras notícias dos nossos alunos e leitores na saída da prova foram de que o exame estava muito difícil. Bem, isso não é novidade, mas parece a EXTENSÃO da prova foi além do que todos esperavam, portanto, estava muito exaustiva! E é fácil comprovar:

A prova XXIII teve 23 páginas de conteúdo, sendo que a última apenas aparece uma questão. A prova do XXIV teve 25 páginas “completas”, ou seja, totalmente preenchida de questões. Portanto, é considerável o aumento textual dos ENUNCIADOS.

Mas o que primeiro “pegou” foram as alternativas que vieram “marcadas” da gráfica. Destacamos mais cedo sobre isso [clique aqui]. As questões 56 (alternativa B) e 62 (C) – prova 1 – tiveram esta marcação. A primeira corresponde com o gabarito oficial, a segunda, não. Entendo que estas questões devem ser anuladas porque geram confusão, como fossem marcações propositadas (e vai saber?). Para mim, não há dúvidas em AMBAS que há ERRO MATERIAL.

Sobre o MAPA DA PROVA, já tínhamos antecipado em agosto um novo desenho e ele veio a se confirmar [clique aqui e baixe o mapa]. A questão 76 da prova 1 transita entre processo e direito material do trabalho. Caso considerarmos PROCESSO, voltamos ao número de 5 questões de processo do trabalho antes da mudança do XXIII Exame. Se considerarem TRABALHO, ficará no patamar de CIVIL, P. CIVIL e CONSTITUCIONAL com 7 questões.

Quanto à prova em si, estava um “padrão” mais parecido com outras provas do que do XXIII Exame, aquele que surrupiou os sonhos de muita gente, quase 90% de reprovados. Muitas manifestações de aprovações na primeira hora depois da publicação do gabarito, diferente da prova anterior. De fato, sempre há uma melhora quando uma BOMBA é detonada, porque se torna parâmetro para a preparação futura. Já vi disciplinas que foram tranquilas, como CONSUMIDOR (no anterior foi “punk”) e EMPRESARIAL.

Preparei um vídeo para o canal do YOUTUBE da Saraiva Aprova sobre a prova. Confira aí:

Bem, o que precisa ser DITO agora, neste momento, na data da prova e da publicação do gabarito:

1º – APROVADOS: comemorem! Primeiro objetivo alcançado, agora é cair para dentro da preparação para 2ª fase da OAB. Sugerimos qualquer um dos volumes da Coleção 2ª fase OAB Completaço. É a coleção com o MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO do mercado, atualizados em 2017 e trazem teoria e questões comentadas, além de modelos de peças. Saiba mais, clicando aqui. PS. aproveite a BLACK FRIDAY para comprá-los, estão em todas as livrarias! Segue o banner. Quanto ao preparatório? Para PENAL e TRABALHO: Saraiva Aprova, a mesma plataforma que está conquistando não só o mercado como todos os seus alunos, confira!

Completaço 2 fase OAB-Nas livrarias

2º – QUEM NÃO PASSOU: muita calma nesta hora! Quem ficou por até duas questões, vamos trabalhar nesta semana para ver se temos o que ANULAR. Já indico as duas acima por ERRO MATERIAL. Vamos publicar em breve uma coletânea de questões que podem ser anuladas. Quem ficou por mais, é hora de descansar! Estamos em novembro, próximo das festividades de final de ano. Momento de REFLEXÃO. Sugiro um livro que pode ser um ótimo presente de Natal e que ajudará a MOTIVAR para a retomada dos estudos. É lançamento. Serve também para 2ª fase da OAB e concursos públicos. O valor de capa é R$ 39,00, mas pode achar por menos. Saiba mais, clicando aqui. Segue a capa.

Capa Poder da Aprovação

[atualizado] Promoção BOMBÁSTICA da Saraiva Aprova, mas é só nesta semana de 20/11 até 24/11 de 2017.

IMG_4019

Comentários

  1. Professor, na Questão 57- O Sr. João, pessoa idosa…..No gabarito da FGV aponta como certa a opção C, e não D. Marquei a D como é a correta. Temos que entrar com recurso….

  2. Professor acho importante observarmos a questão número 72 caderno azul, onde a questão começa citando José e ao terminar a questão e colocado como João, questão parecida foi anulada no ano de 2015.
    Acha possível a questão ser anulada???

    1. Olha, se fosse o “único” método, este blog não estaria no ar há 10 anos com dicas diferentes desta “fórmula OAB”. Veja que há um erro na premissa de estudar apenas “5 matérias”: não leva em consideração o PRÓPRIO ALUNO. Desconsiderar que ele possa ter GRANDES dificuldades numa ou em várias destas 5 matérias é dizer que ele, de TODO MODO, precisará estudar TANTO, mas TANTO, que era melhor ele ficar com outras disciplinas fora deste elenco das “5” que eram mais fáceis de aprender. Portanto, NÃO recomendo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *