Estudar para o MPU ou para OAB, eis a questão!

Compartilhe:

Um dos concursos mais queridos e desejados pelo povo brasileiro é para o Ministério Público da União – MPU.  Cargos para TÉCNICO (nível médio) e ANALISTA (nível superior) são o desejo para milhares de brasileiros. Pois então, o tão esperado edital foi publicado [clique aqui].  Resumidamente, as principais informações são estas, vagas, remuneração e inscrições:

Cargo 1: Analista do MPU – Especialidade: Direito – 36 vagas + CR
Cargo 2: Técnico do MPU – Especialidade: Administração – 11 vagas + CR

Cargo 1: Analista do MPU – Especialidade: Direito – R$ 11.259, 81
Cargo 2: Técnico do MPU – Especialidade: Administração – R$ 6.862,72

Inscrição somente via internet, solicitada no período entre 10 horas do dia 23 de agosto de 2018 e 18 horas do dia 10 de setembro de 2018 (horário oficial de Brasília/DF).

– E a data das provas, professor?

A previsão é de 21 DE OUTUBRO, portanto, entre a publicação do edital e a prova serão 60 dias de preparação intensa!

Mas no meio do caminho tinha uma pedra [para muitos], qual seja, a prova da OAB. Não que a prova da 1ª fase esteja marcada para antes do dia 21/10, ela será aplicada no dia 18 DE NOVEMBRO, o problema já está no ar e recebi diversas indagações a respeito, qual seja:

– Professor, foco meus estudos na prova da MPU ou da OAB?

Pois então, é disso que vamos tratar. Como já anunciado antes mesmo da publicação do edital, a banca do MPU é CESPE. Portanto, não é a mesma banca da OAB. Primeiro problema. O segundo é o conteúdo programático. Mesmo que as vagas para MPU sejam para ESPECIALIDADE DIREITO no caso de Analista, para Técnico (quem optar por esta prova) é para ESPECIALIDADE ADMINISTRAÇÃO, ou seja, mais diverso não só a abordagem como o conteúdo.

Vamos ver a matéria referida a CONHECIMENTOS BÁSICOS para TODOS os cargos: português, lei da acessibilidade, ética no serviço público e legislação aplicada ao MPU e CNMP. Isto é, nenhuma destas matérias é cobrada na OAB, com rara possibilidade da lei da acessibilidade.

Em CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS para analista, veja as disciplinas: direito administrativo, constitucional,  direito do trabalho, processual do trabalho, civil e processual civil, penal, processual penal, penal militar e processual penal militar. Destas disciplinas, apenas as duas últimas não são cobradas na OAB. No total, são 10 DISCIPLINAS JURÍDICAS.

Para técnico: noções de direito administrativo, constitucional, noções de administração, noções de arquivologia e administração orçamentária, financeira e orçamento público. UFA, não cai matemática nem informática!!!!

Veja bem, ocorrem 3 edições do Exame da OAB por ano.  A última seleção para o MPU nestes cargos foi em 2013, ou seja, há 5 ANOS atrás! Naquela oportunidade eram 147 vagas no edital [clique aqui] e mais cadastro de reserva, mas sabe quantos chamaram? No total, nestes cinco anos, 4.121 aprovados (28x maior do que o número de vagas do edital). Destes, foram 2.605 Técnicos Administrativos e 1.516 Analistas em Direito. Total de inscritos? 283.178 inscritos. No mesmo ano, fizeram concurso para MPU para outras especialidades, com 68.963 inscritos para 263 vagas.

Muitos irão se ASSUSTAR com os números de inscritos, quase 300 mil. No entanto, pergunto a vocês: quem é o seu maior concorrente? Também não tenho dúvidas que o seu maior concorrente dorme e acorda todos os dias com vocês… tem um espelho aí a mão?

Há ainda uma questão bastante pessoal de cada um. Pergunto a vocês: com a possível aprovação na OAB qual o destino a ser dado com ela? 

[A] Se vocês ainda NÃO SABEM, sugiro FOCAR 100% no MPU.

[B] Se vocês têm planos imediatos, como seguir a advocacia pública, FECHA com a OAB.

[C] Se desejam com a OAB conquistar a tal “prática jurídica” que muitos concursos exigem, com a aprovação em DIREITO no MPU este requisito é, a princípio, realizado.

[D] Se a aprovação na OAB tanto faz para os próximos passos, como concursos para tribunais, por exemplo, ou para área criminal (delegado, etc.) que não exigem tal requisito, aproveita a oportunidade do concurso do MPU.

[E] Se a aprovação na OAB é uma “questão de honra” neste momento, não pense duas vezes, fique com o exame, mas também se prepare para se arrepender depois.

Se mesmo assim, você se decidir a abraçar os dois certames ao mesmo tempo, algumas dicas importantes.

=1= A data prova da MPU é primeira e você tem cerca de 60 dias para estudar. São 10 disciplinas jurídicas para ANALISTA, duas delas não cai na OAB. Deixe elas para mais próximo da prova (militar) e avance estudando as demais. Faça muitas questões, revise a prova anterior de MPU [provas abaixo para download] e realize questões da banca CESPE. Tem PORTUGUÊS e outros “enfeites”, mas são importantes, por isso, comece desde logo, já que elas não fazem parte do cronograma da OAB.

=2= Lembre-se que o modelo CESPE se aplica nas provas do MPU, ou seja, não são questões de múltipla escolha, são apenas CERTO ou ERRADO. Então será que vale a pena realizar questões da OAB das disciplinas coincidentes neste período? Só se você tiver tempo sobrando, pois a única vantagem de realizar questões da OAB é “manter” os estudos indiretamente para o exame e aproveitando a maior dificuldade dele em relação ao MPU.

=3= Fez a prova do MPU, você terá pouco menos de 1 mês para focar 100% na OAB, portanto, prepare-se para uma nova maratona. O desgaste do MPU poderá afetar a performance para OAB, então esteja atento a esta possibilidade.

=4= Um livro que ajuda muito nesta hora para quem irá realizar o concurso para NÍVEL MÉDIO é este abaixo. Clique na capa e saiba mais. O outro, que segue depois, é para ANALISTAS e TÉCNICOS de tribunais, mas em razão de disciplinas em comum, pode ser uma ótima escolha para agora e futuramente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BUSCA RÁPIDA

Visitantes

2.808.411 desejam passar na OAB e em Concursos

Redes Sociais

Agenda OAB

XXV Exame de Ordem Unificado

  • 23.01.2018

    Publicação do edital

  • 23.01.2018
    a
    02.02.2018

    Período de inscrições

  • 23.01.2018
    a
    02.02.2018

    Período de solicitação de isenção da taxa de inscrição

  • 05.03.2018

    Resultado definitivo da análise de solicitações de isenção da taxa

  • 08.03.2018

    Prazo limite para pagamento da taxa de inscrição

  • 02.04.2018

    Divulgação dos locais de realização da prova objetiva

  • 08.04.2018

    Realização da 1 ª fase (prova objetiva)

  • 08.04.2018

    Divulgação do gabarito preliminar da prova objetiva

  • 23.04.2018

    Resultado preliminar da 1ª fase

  • 24.04.2018
    a
    27.04.2018

    Prazo recursal contra o resultado preliminar da 1ª fase

  • 08.05.2018

    Divulgação do gabarito definitivo da 1ª fase

  • 08.05.2018

    Divulgação do resultado final da 1ª fase (prova objetiva)

  • 21.05.2018

    Divulgação dos locais de realização da prova prático-profissional

  • 27.05.2018

    Realização da 2ª fase (prova prático-profissional)

  • 27.05.2018

    Divulgação do padrão de resposta preliminar da prova práticoprofissional

  • 19.06.2018

    Divulgação do padrão de respostas definitivo e do resultado preliminar...

  • 20.06.2018
    a
    23.06.2018

    Prazo recursal acerca do resultado preliminar da 2ª fase

  • 03.07.2018

    Decisão dos recursos acerca do resultado preliminar e divulgação do...