O mesmo Exame de Ordem de sempre!

Compartilhe:

Ao tempo deste texto, não assisti à “live especial” do blog Exame de Ordem prometida para hoje mesmo, sobre “o novo exame de ordem”. Meus leitores preocupados, ficaram aflitos e vieram me perguntar o que foi de diferente. Pois então,  este é o tema e traz ainda o seguinte subtítulo: “as mudanças ocorridas na última 1ª fase”. Hoje mesmo, pela manhã, saiu o resultado preliminar do XXXI Exame da OAB, 1ª fase, aplicado dia 9 de fevereiro de 2020.

Não quero dar spoiler sobre esta live, até porque discordo do que já imagino que será transmitido. NÃO HÁ MUDANÇAS, simples assim. O fato de não ter questões potenciais anuláveis não significa que houve “mudanças”.  E também pelas últimas provas, que tiveram questões anuladas, não diz que a prova mudou e, portanto, o examinando não precisaria de uma “nova orientação” para estudar.

Já tivemos outras edições de “provas perfeitas”, bem aplicadas e que não geraram maiores reflexões sobre possíveis equívocos da banca. E a vida continuou sem maiores alardes. A prova da 1ª fase evoluiu com o tempo, basta comparar a primeira edição aplicada pela CESPE com a última aplicada pela FGV. A prova se tornou interpretativa e interdisciplinar. Ficou mais cansativa e as respostas não são tão diretas. Difícil achar “pegadinhas”.

Mas a prova é assim já há algum tempo. O que acontece, sazonalmente, é a banca pegar pesado mais em algumas disciplinas do que outras. “Pegar pesado” é trazer uma profundidade ou detalhe que não faz sentido cobrar, pois o Exame da OAB não deveria servir para isso, não é?

Portanto, a prova foi a MESMA do que as anteriores, mas sem os equívocos redacionais naquelas questões que acabaram anuladas, seja de ofício, seja por provocação dos examinandos. Sinto, dentro da minha experiência, desde 2005 preparando para prova da OAB, como coordenador de curso que já fui, professor, coach e escritor de mais de 30 títulos só para o Exame de Ordem, que provocar uma atenção desnecessária para um fato que NÃO É NOVO, mas que se quer dar este contexto, acaba mais prejudicando do que ajudando o próprio aluno.

O examinando é uma pessoa já cheia de dúvidas e problemas além do que sabe sobre o conteúdo jurídico, pois o que atrapalha mesmo é o emocional. A Psicologia está aí para comprovar: quando eu disser para vocês NÃO IMAGINAREM um urso branco polar, mais vocês terão em mente esta imagem. Pensaram nesta figura agora, não é? O urso da Coca-Cola. Pois então, eu NÃO VOU FAZER UMA LIVE sobre um “novo” Exame, porque além de não ser real, também cria a situação do “novo”, gera ansiedade, pois as pessoas têm medo do novo ou da mudança. E elas ficarão com este contexto preocupante sem qualquer necessidade durante a preparação.

Assim, mantenha o FOCO na preparação e deixe de lado o que interfere.

Segue indicação para sua 1ª fase, com TEORIA + QUESTÕES. Nova edição 2020.  Além disso, o lançamento do Cronograma Passe na OAB. Saiba mais, clicando nas imagens abaixo.

 

Comentários

  1. É, caro colega. Enquanto alguns respeitam a fragilidade emocional de quem está nessa luta, outros, sadicamente, exploram essa circunstância. É o pioneirismo em fazer os bacharéis sofrerem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BUSCA RÁPIDA

Visitantes

3.028.940 desejam passar na OAB e em Concursos

Redes Sociais

PDO CONNECTION ERROR: SQLSTATE[HY000] [2054] The server requested authentication method unknown to the client