Propaganda do governo em questão de concurso público

Compartilhe:

 

Neste último domingo, 17/12, no Rio Grande do Sul, foi aplicada a prova para concurso da Brigada Militar. Ao todo foram 42 mil inscritos para 4.550 vagas, incluindo soldado e bombeiro.

A prova com 50 questões era composta assim:

  • – Língua Portuguesa – 10 questões
  • – Matemática – 10 questões
  • – Direitos Humanos e Cidadania – 5 questões
  • – Legislação Específica – 10 questões
  • – Conhecimentos gerais – 10 questões
  • – Informática – 5 questões

A FUNDATEC foi a organizadora do concurso.

Pois bem, passaria quase incólume a prova se não tivesse gerado polêmica uma questão nas redes sociais. Copio ela com os comentários da profª Tatiana Marcello, de Direito Administrativo, que enxergou a ilicitude da mesma.

Destaco, entre os comentários, a posição do guru dos concurseiros, WILLIAM DOUGLAS é bastante clara:

– “Questão absurda. Nulíssima” . “Tem q meter ação e anular, pra ver se o pessoal aprende a não fazer mais isso”

É bom lembrar que o mesmo secretário da SSP do RS, Cezar Schirmer, era o prefeito quando do incêndio na boate Kiss e que matou mais de 200 pessoas.

Na mesma questão, como alternativa, está o nome do atual governador, José Ivo Sartori, e que ainda não anunciou se será ou não candidato à  REELEIÇÃO. Claro que todo MUNDO sabe que ele é o governador SARTORI e que a abertura das 6.100 vagas foi na sua gestão. Uma propaganda SUBLIMINAR também está na questão.

Realmente, é lamentável que utilizem um INSTRUMENTO DE TRANSPARÊNCIA, que deveria ser uma prova de concurso, para propaganda particular. Quem não duvida que a “alternativa correta” seja candidato em 2018?

Veja que atingiu mais de 42 mil inscritos e não caiu em caixa de SPAM…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *